domingo, 5 de julho de 2015

Saúde à mesa: Iogurte

Imagem retirada da internet 


O iogurte, principalmente o natural tem inúmeros beneficios para a nossa saúde.

História

A origem do iogurte perde-se no tempo, algures entre a Ásia e o Leste da Europa. Julga-se que terá sido o efeito das altas temperaturas do deserto sobre o leite armazenado pelos pastores em recipientes de barro ou em alforges de pele de cabra, que proporcionavam as condições necessárias para o aparecimento das bactérias responsáveis pela sua fermentação e coagulação, transformado-o em iogurte.

De sabor apreciado, os povos depressa aprenderam a apreciar o iogurte, usando-o também como calmante e no tratamento de problemas de fígado e intestinais.

Benefícios do iogurte:

 O iogurte é o resultado da fermentação da lactose que existe no leite, que é transformada em ácido láctico e que, por sua vez, actua sobre as proteínas do leite, solidificando-o. Mesmo quem tem intolerância ao leite, pode não sentir esses sintomas quando come iogurtes, dado que o teor de lactose nos iogurtes é muito reduzido.

Fonte de vitamina A e também de uma boa fonte de vitaminas do complexo B ,cálcio e fósforo, potássio e proteínas de elevado valor biológico, essenciais ao bom funcionamento do organismo.

Equilíbrio da flora intestinal:  No processo de fabrico do iogurte intervêm sobretudo duas estirpes de bactérias que facilitam a digestão e contribuem para a manutenção e equilíbrio da flora intestinal.  

Aumenta a imunidade: O consumo regular de iogurte ajuda a recompor as bactérias benéficas da flora intestinal - chamadas probióticos. "Elas são verdadeiros soldados lutando para expulsar do organismo as bactérias 'ruins'".  Esses micro-organismos contribuem para aumentar a imunidade. "O intestino saudável é capaz de separar o que não nos faz bem e absorver os principais micronutrientes, como as vitaminas", complementa.

Fortalece os ossos: Por ser derivado do leite, o iogurte é uma excelente fonte de cálcio, um mineral importante para a saúde dos ossos. Uma porção de 100 gramas do alimento contêm, aproximadamente, 121mg de cálcio. Recomenda-se a ingestão de iogurte, principalmente, para ajudar no crescimento de ossos e dentes de crianças e prevenir a osteoporose, principalmente em mulheres. 

Saúde da pele: As proteínas que contém são fundamentais para a construção e reparação de todos os tecidos do corpo e a vitamina A é uma grande aliada na saúde da pele. 

Protege o sistema nervoso: O cálcio é um mineral que ajuda nas contrações musculares e na comunicação das células do sistema nervoso. Com isso, há uma melhora da função dos neurônios, que são células do sistema nervoso que dão estímulos (impulsos nervosos) para realizar as mais diversas actividades do corpo. Além desse nutriente,  as vitaminas do complexo B presentes no iogurte ajudam a melhorar a eficiência desses impulsos nervosos.


Promove o bom humor e ajuda a combater depressões: O intestino responde pela produção de 95% da serotonina de todo o corpo, que é um neurotransmissor responsável pelo bom humor e auxiliam no combate às depressões aumentando os níveis de serotonina no organismo. 

Auxilia em dietas de emagrecimento: Como é pobre em calorias (69 kcal em 100 g, na versão natural e integral), ele funciona muito bem comer entre  refeições, substituindo bolachas e pães. Há diversos estudos relacionando o consumo de cálcio, nutriente do qual o iogurte é uma das mais importantes fontes, à perda de peso. 
Dicas de utilização e receitas com iogurte e de iogurtes caseiros:
  • É um bom substituto da maionese e de outros molhos ricos em gordura. Use a versão natural e tempere-o a  gosto com sal, azeite e ervas aromáticas. 
  • constitui também uma boa alternativa às natas em algumas receitas. Experimente por exemplo marinar umas pernas de frango com iogurte natural, especiarias como açafrão-da-índia, pimentão doce e caril e a  seguir grelhe-as.
  • Nas sobremesas , sirva-o com frutas, em bolos, com saladas de fruta, mousses ou gelatinas.
  • Receitas com iogurte
  • Iogurtes caseiros 




Fonte da informação:

Continente Magazine - Junho 2015 

http://www.minhavida.com.br/alimentacao/galerias/15207-aproveite-oito-beneficios-do-iogurte-para-a-saude


sábado, 4 de julho de 2015

Água com limão e hortelã



Esta tem sido uma experiência nova para mim, águas aromatizadas e que sabem tão bem nos dias de calor. esta é uma água com limão e hortelã e acredite,m , fica fantástico!


Receita para 2 pessoas

  • Meio litro de água fresca
  • 3 rodelas de limão
  • 2 ramos de hortelã



Confecção

1. Num jarro coloque a água fresca ( ou com cubos de gelo) , as rodelas de limão e a hortelã: Deixe tomar gosto uns minutos e está pronta a beber.



sexta-feira, 3 de julho de 2015

Salada de massa com queijo fresco



Com os dias de calor as saladas sabem sempre bem e como temos optado por ter uma laimentação mais saudável elas não têm faltado à nossa mesa, quer como refeição principal, quer como acompanhamento. Neste caso serviu de refeição e é uma salada estilo jamie Oliver, vários legumes, servidos numa tábua temperada com um delicioso molho e pronto, temos uma refeição fresca e saudável para o jantar. No final podem ainda juntar um bife de frango grelhado cortado aos pedaços. Espero que gostem!


Receita para 2 pessoas
Grau de dificuldade - fácil
Tempo de confecção - 20 m

Ingredientes

Salada


  • 100 g de massa macarrão
  • 2 queijos frescos Galbani 
  • 6 rabanetes
  • 1 cenoura
  • 2 tomates chucha
  • alface de folha lisa q.b.
  • agrião q.b.
  • coentros frescos q.b.


Molho

  • sal q.b.
  • pimenta preta q.b.
  • 4 c. sopa de azeite
  • 1 c. chá de mel
  • sumo de limão q.b.
  • 1 c. café de molho de soja






Confecção

1. Comece por colocar água ao lume com uma pitada de sal. Quando começar a ferver junte a m,assa e coza-a por 8 a 10 minutos. Passado este tempo escorra a massa e passe-a por água fria.

2. Enquanto a massa coze prepare a salada. Lave e arranje a alface, bem como o agrião.  Corte o tomate em meias rodelas, os rabanetes em rodelas muitos finas e a cenoura descascada em juliana grossa cortada manualmente. Corte em rodelas o queijo fresco.

3. Prepare o molho. Numa tigela misture bem todos os ingredientes até obter um molho homogéneo.Prove e rectifique os temperos se necessário.

4. Numa tábua coloque a alface e o agrião. Tempere com um pouco do molho. Por cima coloque a massa e depois espalhe o tomate, a cenoura, os rabanetes e o queijo fresco. Polvilhe com os coentros finamente picados. Regue então com o molho espalhando colheradas de molho por cima da salada. Envolva tudo apenas na altura de servir.

Bom apetite!






quinta-feira, 2 de julho de 2015

Saúde à mesa: Cerejas

Foto retirada da internet 


Estamos na época das cerejas e por isso hoje o Saúde à mesa é sobre as cerejas, este delicioso fruto que tanto gostamos.

Sabia que as cerejas são um bom aliviador de dor natural? A Universidade do Michigan identificou nas cerejas dois pigmentos que bloqueiam a enzima à qual se atribuiu a dor?

História 

A cereja é um membro da família da rosa. Está dentro da classificação de uma drupa, o que significa que é uma fruta que contém um caroço coberto por polpa comestível.

Os dois principais tipos de cereja são a doce e a amarga e dentro destas duas qualidades existem diferentes variedades. A cereja amarga é mais usada para fazer doces como tartes.

As cerejas doces tiveram origem em dois lugares: nos Montes Caucasos e na Turquia. A cereja amarga teve origem no centro e leste da Europa. Durante a invasão da Normadia em 1066, a cereja foi trazida para a Inglaterra. no séc. XVII, os colonizadores franceses e e ingleses levaram consogo as cerejas para a América do Norte.

Em Portugal a cerejeira é cultivada há mais de 2000 anos, mas manteve-se quase até aos nossos dias nos quintais e jardins pela sua beleza e pelo sabor dos seus frutos. A plantação das cerejeiras deve ser realizada no Inverno-Primavera em solos frescos, ligeiramente húmidos, mas bem drenados e ligeiramente ácidos.  É uma das árvores que apresenta floração mais cedo, anunciando o início da Primavera . 

As cerejas são uma boa fonte de inúmeros fotoquímicos . O beta- sitosterol, um esterol vegetal que tem sido associado a baixos níveis de colesterol no sangue e as antocianinas dão à cereja a sua cor vermelha e podem também ajudar a reduzir dores e inflamações.

A quercetina pode ajudar a prevenir doenças cardíacas. Pode ainda ajudar a reduzir tumores e a combater inflamações e as células cancerígenas. 

As cerejas são boas para: 

Cancro- Estudos feitos com cerejas amargas sugerem que estas contêm substâncias que reduzem substancialmente o crescimento celular do cancro do cólon.

Dor de cabeça - Comer cerca de 20 cerejas por dia pode ajudar a reduzir as dores de cabeça, segundo investigadores da Universidade Estadual de Michigan.

Dores musculares provocadas por exercício físico: Homens que beberam sumo de cereja amarga depois de praticarem treino intensivo tinham menos dor muscular e menos perda de força. 

Gota, artrite, dor inflamatória: As cerejas doces possuem propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, principalmente uma substância chamada cianina, que pode acabar com a dor causada por cristais de ácido úrico. Num estudo, homens e mulheres saudáveis comeram cerejas durante 28 dias. Os indicadores de inflamação baixaram e permaneceram baixos durante dias. Ou seja, a inclusão de cerejas na dieta pode ser uma boa ferramenta para prevenir doenças inflamatórias. recorde-se sempre que a saúde começa à mesa.

Saúde cardíaca: Comer cerejas doces, segundo alguns estudos, revelou que provocava uma baixa de alguns indicadores sanguíneos de doença cardíaca.

Diabetes: As antocianinas nas cerejas amargas revelaram aumentar em 50% a produção de insulina em pacientes.

Sono: As cerejas amargas são ricas no antioxidante melatonina, que pode ajudar a promover o sono.

Outros usos das cerejas - caroços e caules: 

 Num saco de flanela introduza caroços de cereja, depois de bem lavados e secos. Quando estiver com dores musculares, aqueça o saco no microondas durante três ou quatro minutos e coloque-o em cima da zona dorida. É relaxante e a dor diminui.

 Ferva 50 g de pedúnculos de cereja por cada litro de água durante 10 minutos e coe. Se os pedúnculos forem secos, deixe macerar à noite. Combate as infecções urinárias, nefrite, cistite, litíase (pedra) dos rins e vesícula biliar. Para além disso, ajuda a eliminar líquidos , auxiliando em regimes de emagrecimento. 

Dicas de utilização da cereja ( Escolha, conservação e sugestões de refeições) 


  • As cerejas não devem ter manchas ou descolorações. uma cereja estragada pode estragar todas as outras. 
  • As cerejas não amadurecem depois de colhidas, tem de ser colhidas já no ponto de maturação correcto.
  • Conserve as cerejas no frigorífico, por lavar, durante uma semana.
  • Para congelar as cerejas, retire-lhes os pés e congele-as embrulhadas numa folha de papel vegetal. Pode conservá-las no frigorífico até 10 meses. 
  • Coma as cerejas simples ou por cima de gelados, saladas, iogurtes ou cereais. Pode ainda usá-las como molho para carnes.




Fonte da informação:

101 alimentos que podem salvar a sua vida - David Grotto 

http://aphorticultura.pt/Fugas/CEREJEIRAS_FUGAS.pdf



Gaspacho Andaluz



Novo mês, começa o Verão, os dias de sol (assim esperemos) e de maior descontracção. Mas também o calor altera os nossos menus cá por casa, começa a apetecer saladas, grelhados, coisas frescas.

Nem todos são apreciadores de sopas frias, mas esta é realmente muito boa e em dias de calor sabe muito bem. Eu gosto mais desta versão de Gaspacho Andaluz que as versões alentejana , por este ser um creme e eu gostar mais de sopas cremosas.

O Gaspacho é uma sopa fria e especialidade da cozinha espanhola. Proveniente da Andaluzia, no Sul da Espanha. Consiste num delicioso caldo de tomate batido com pimento, pepino sem casca, alho azeite e sal.

 Pode ser servidos simples, ou com cubos de pão, ou cubos de tomate, pepino e pimento. Eu gosto de acrescentar o toque dos orégãos a lembrar as origens alentejanas da versão portuguesa. 

Receita para 2 pessoas
Grau de dificuldade - fácil
Tempo de confecção - 15 m+ 2 horas no frigorífico


Ingredientes

  • 3 tomates médios bem maduros
  • meio pepino
  • meio pimento encarnado
  • 1 dente de alho
  • 2 c sopa de azeite virgem extra
  • 1 c. sopa de vinagre de vinho branco
  • sal e pimenta preta q.b.
  • orégãos secos q.b.




Confecção

1.  Numa tigela coloque o tomate em cubos, sem pele nem sementes, o pepino aos cubos, descascado, o dente de alho sem casca, o pimento aos cubos sem sementes, o azeite, o vinagre, o sal e a  pimenta e triture tudo com a varinha mágica ou use um robot de coxinha( pessoalmente gosto mais de fazer esta sopa com a varinha mágica).

2. Depois de triturado prove e rectifique os temperos se necessário. Coloque o gaspacho numa tigela, polvilhe generosamente com orégãos secos e leve ao frigorífico por 2  horas até servir.


Bom apetite!







quarta-feira, 1 de julho de 2015

Salada de grão com abacate e tomate



Quando vi esta receita no blogue A casa da Gigis   guardei logo a receita para experimentar. Cá por casa também temos optado por refeições mais saudáveis,  porque a saúde começa à mesa e é importante cuidarmos de nós. Esta salada é surpreendentemente deliciosa. Poderá servir como refeição principal, ou como acompanhamento, como foi o caso, de uns bifes de peru grelhados.


Receita para 2 pessoas
Grau de dificuldade - fácil
Tempo de confecção - 10 m

Ingredientes
1 lata pequena de grão cozido
1 abacate maduro mas ainda com alguma firmeza*
2 tomates chucha maduros
coentros frescos q.b.

Tempero
azeite virgem extra
sal e pimenta preta q.b.
sumo de 1 lima**





Confecção

1. Abra a lata de grão, escorra-a e passe-o por água. Coloque-o numa saladeira. lave e corte o tomate em cubos. Junte à salada. Dê um golpe ao abacate, rode-o para o separar e retire o caroço. Retire a polpa com a ajuda de uma colher e corte-a aos cubos. Junte também à salada. Por fim junte um bom molho de coentros picados.

2. Numa tigela coloque o azeite , o sumo de lima e o sal e a pimenta preta. Misture bem. Regue a salada com este molho e mexa-a apenas na altura de servir.

Bom apetite!

Nota

* Por vezes as pessoas não gostam do abacate porque o comem verde e o sabor não é muito agradável. para colocar em saladas o abacate deve estar maduro, mas ainda firme. Quando carregamos na pele com a palma da mão o abacate deve  ir para dentro com a pressão. Está bom para saladas, cortado aos cubos ou fatias. Escolha abacates pesados e com a pele sem manchas. Se o comprar verde deixe-o amadurecer à temperatura ambiente.Quando abre o abacate ele deve ter uma cor verde e não ter manchas, isso significa que já está a apodrecer.

** Acho a lima um ingrediente fantástico e que combina na perfeição com o abacate. Quando usar abacate em saladas tempere-o com coentros, azeite, sumo de lima e sal. Uma delicia!





terça-feira, 30 de junho de 2015

Saúde à mesa: Açafrão - da índia

Foto retirada da internet 


O açafrão-da-índia é um membro da família do gengibre. Também conhecido como açafrão indiano e é o ingrediente responsável pela cor amarela- alaranjada do caril e da mostarda. Os rizomas, extensões do tipo de raízes a partir do caule da planta, são as partes usadas para fazer o pó de açafrão e são também usadas para fazer mostarda, dar cor à manteiga e a outro tipo de alimentos.

Supões-se que o açafrão-da -índia seja original da índia Ocidental e é usado lá pelo menos há 2500 anos. Chegou à China no ano 700 , viajando depois por toda a África. No séc. XIII Marco Polo escreveu sobre esta especiaria, maravilhado com um vegetal  que exibia qualidades tão semelhantes ao açafrão. 

O uso do açafrão-da - índia como agente corante para alimentos e tecidos remonta a 600 a. C. .Na Europa medieval  era usado como um substituto mais barato do açafrão. 

Introduzido na Jamaica no séc. XVIII fez daí o seu percurso até à América do Norte.

Porque razão devemos consumir açafrão.da índia?  

 O açafrão-da- índia contém importantes vitaminas e minerais, como o ferro, manganésio, potássio, vitamina B6 e vitamina C. A curcumina é um fitoquímico existente nesta especiaria que tem fortes propriedades antioxidantes e que tem sido bem explorada no combate ao cancro e a inflamações.


O açafrão-da-índia é bom para:

  • Cérebro danificado( perdas cognitivas)
  • Cancro da pele: a curcumina já provou em diversos estudos ajudar a diminuir o crescimento celular das células cancerígenas. 
  • Cancro da mama- Passa-se a mesmas situação que com o cancro da pele. A acção da curcumina abranda o crescimento das células cancerígenas. 
  • Próstata- Estudos demonstraram que a  curcumina reduz a expressão dos genes do cancro da próstata , o volume dos tumores e a quantidade de nódulos.
  • Cancro do cólon- A mesma situação que o efeito nos outros cancros já referidos.
  • Saúde cardíaca - O açafrão-da - índia usado regularmente na alimentação baixa os triagliceróis e o colesterol VLDL.
  • Demência e Alzheimer- O consumo regular desta especiaria demonstrou em alguns estudos poder ajudar a baixar proteínas oxidadas e as cotoquinas inflamatórias associadas à doença de Alzheimer. 

Dicas de utilização, preparação e sugestões para usar a especiaria nas receitas:

  • Quando comprar o açafrão-ada índia em pó compre em pequenas quantidades para se conservar fresco e com as suas propriedades benéficas activas.
  • Conserve-o em frascos bem vedados.
  • Use-o em guisados, sopas, arroz, pratos de peixe para acrescentar cor e sabor. 











Salada de massa com tomate e queijo fresco



Para hoje trago-vos uma sugestão leve para os dias de calor. Uma fresca salada de massa com tomate e queijo fresco que na sua simplicidade dá uma óptima refeição para quando não nos apetece grandes refeições.

Receita para 2 pessoas
Grau de dificuldade - fácil
Tempo de confecção - 20 m

Ingredientes
alface e rúcula q.b.
massa macarrão q.b.
2 tomates
2 queijos frescos Galbani 
amêndoas q.b.
sementes de girassol q.b.
azeite q.b.
sal e pimenta preta q.b.



Confecção

1. Comece por cozer a massa. Leve ao lume um tacho com água e  sal. Quando começar a ferver introduza a massa ( cerca de 120 g para 2 pessoas) e coza-a por 8 a 10 minutos. Passado este tempo escorra a massa e passe-a por água fria.

2. Lave a alface e a rúcula. Em cada prato coloque uma porção de alface e rúcula. Por cima disponha a massa.

3. Lave e corte o tomate em rodelas. Corte os queijos frescos também em fatias e disponha-os por cima da massa. espalhe algumas amêndoas e algumas sementes de girassol.

4. Tempere a salada com sal, pimenta preta e um fio de azeite. Sirva de seguida.

Bom apetite!





segunda-feira, 29 de junho de 2015

Panquecas com banana e sorbet de morango



Hoje trago-vos uma sobremesa, bem docinha e deliciosa. panquecas com banana, servidas com doce de morango e sorbet de morango caseiro.

Receita para 10 panquecas
Grau de dificuldade - fácil


Ingredientes

Panquecas 


  • meia chávena de leite
  • 1 ovo
  • 1 chávena de farinha de trigo
  • 2 colheres de  chá de fermento em pó Royal
  • meia colher de chá de sal 
  • 2 colheres de sopa de açúcar
  • 1 colher de chá de óleo

Sorbet de morango

  • 300 g morangos
  • 1 c. sopa de açúcar
  • 1 clara de ovo


Confecção

1. No dia anterior prepare o sorbet de morango.  Na liquidificadora coloque os morangos bem lavados e sem o pé e o açúcar. Bata bem até obter uma espécie de pasta de morango. Bata uma clara  em castelo e junte misturando suavemente à polpa de morango. Coloque numa taça que possa ir ao congelador e de 2 em 2 horas vá mexendo.

2. Para as panquecas: Numa tigela misture todos os ingredientes e bata bem, até que a massa esteja homogénea.

3. Aqueça bem uma frigideira ( pequena) anti-aderente, quando estiver bem quente coloque duas colheres de sopa de massa , sem espalhar. Cozinhe até começar a fazer bolinhas e vire com a ajuda de uma espátula. Cozinhe do outro lado por cerca de um minuto.

4. cerca de 20 minutos antes de servir as panquecas retire o sorbet do congelador para ir descongelando um pouco. Em cada prato coloque duas panquecas, rodelas de banana, doce de morango e o sorbet de morango. Sirva de seguida.

Bom apetite!




sábado, 27 de junho de 2015

Açaflor, açafroa dos Açores ou açafrão bastardo. Saúde à mesa e curiosidades


Sabia que em Portugal se produz uma uma especiaria muito semelhante ao açafrão? nasce espontaneamente na  região sul do país ( Alentejo e Algarve ) e nos Açores. 

Originária de uma planta chamada cártamo ( parecida com um cardo) , o cártamo produz ,nas suas pétalas e estames, um corante amarelo desprovido de sabor)  que é usado para substituir o  caríssimo açafrão,mas também o  açafrão das índias, que embora mais barato, nem todos apreciam o seu sabor.  

As flores de cártamo, que também são chamadas açafrão bastardo, açafroa e açaflor (Açores). 



A açafroa ou açaflor é muito usado na cozinha açoreana e ainda um pouco nas cozinhas alentejana e algarvia embora na zona sul do país, não haja à venda esta planta e só quem a conhece é que a apanha e usa.Portanto, a açafroa continua  aser uma planta típica dos Açores.

No Verão cártamo começa  a produzir umas bonitas flores alaranjadas que passado cerca de três semanas começam a murchar. Nessa altura colhem-se e colocam-se ao sol a secar. 

A açafroa , é produzido de flores, não de sementes, ao contrário do açafrão, é de toda a flor, pétalas secas incluídas. Começou por ser uma planta de tinturaria, impôs-se depois na cozinha açoriana. Depois de secas ao sol e trituradas as flores, resultam uns pequenos fios, avermelhados. Têm sabor forte mas elegante, incomparável com a rusticidade do açafrão indiano.

A açafroa tem diversos usos nas cozinhas das ilhas açorianas. É essencial para todo o tempero de peixes, em sopa ou nos molhos, como o de salsa verde, que vão também com marisco cozido simples. E, principalmente, na ilha de S. Miguel, onde esta especiaria juntamente com o colorau, cominhos, erva doce, pimenta preta, cravinho entram em quase todas as receitas.  


Curiosidades e beneficios para a saúde 

Nome científico
Carthamus tinctorius L. 

Identificação
É também designado de "Falso Açafrão" ou "Açafroa", sendo muitas vezes também denominado de “vermelho vegetal”, pois é usado para tingir roupa. É ainda cultivado para condimento ou corante de molhos, sendo a sua semente utilizada em farinha para o gado. É por isso uma planta bastante conhecida. No entanto, muitos desconhecem as suas qualidades medicinais.
.
Propriedades e indicações terapêuticas
As folhas, muito ricas em vitamina C, poderiam ser usadas na alimentação humana. Toda a planta é muito rica em fosfato, podendo ser usada como enriquecimento do solo. Tanto as flores como o resultante do esmagamento das sementes, têm um forte poder purgativo e digestivo. A açafroa é benéfica como anti- fúngica, para pessoas com asma, para tonificar os músculos e abrir o apetite. ~






Fonte da informação:



sexta-feira, 26 de junho de 2015

Caril de legumes com leite de coco


Neste início de semana trago-vos uma receita que andava há muito tempo para experimentar: Um caril de legumes com leite de coco. Não sendo apreciadora de pratos de caril muito intensos, faço em casa com o sabor a meu gosto.

Não gostando do caril que se compra em pó e não tendo tempo para confeccionar o meu próprio caril( que é uma mistura de várias especiarias) costumo usar uma pasta de caril da marca Incopil que gosto bastante. E tenho de admitir, esta receita é realmente muito boa.

O segredo do caril de legumes é o tempo de cozedura de todos os legumes, que sendo diferente, têm de ser colocados no tacho por fases e nunca deixar que cozinhem demais, pois não queremos uma papa, queremos comer legumes inteiros e cheios de sabor. Os legumes são ao gosto de cada um eu usei os que deixo abaixo na lista de ingredientes.  Deixo a  receita abaixo bem explicada.


Receita para 2 pessoas
Grau de dificuldade - fácil
Tempo de confecção - 35 m

Ingredientes

  • 1 cenoura
  • 1 cebola média
  • 1 dente de alho
  • 1 batata doce pequena
  • meio alho francês
  • 200 g cogumelos brancos
  • azeite q.b.
  • meia courgette
  • meia beringela
  • meio ramo  de brócolos
  • 1 tomate chucha maduro
  • sal q.b.
  • 1 lata de leite de coco
  • 1 c. chá de pasta de caril Incopil
  • açafrão das índias q.b.
  • coentros frescos q.b.





Confecção

1. Comece por picar muito finamente a cebola e o alho. Corte a cenoura em pequenos cubos. Corte os cogumelos em quartos, o alho francês em rodelas grossas,, a beringela e a courgette em pequenos cubos e separe os brócolos em raminhos. Descasque também a batata doce e corte-a em pequenos cubos.

2. Cubra o fundo de um tacho com azeite e leve ao lume. Quando estiver quente junte a cebola, o alho e a cenoura. Deixe fritar até ouvir estalar, reduza o lume para o mínimo e cozinhe assim por 3 minutos.

3. De seguida junte a batata doce aos cubos e 2 minutos depois junte os brócolos em raminhos. Aumente um pouco o lume para médio e cozinhe por 3 minutos. De seguida junte o alho francês e cozinhe por mais 3 minutos, mexendo de vem em quando.

4. Nesta altura junte o leite de coco, a colher da pasta de caril, açafrão das índias a gosto para dar cor e sal a gosto. Aumente o lume e deixe ferver mexendo suavemente.

5. Cerca de 2 minutos após levantar fervura junte os cogumelos. Reduza o lume para médio, tape o tacho e cozinhe por 5 a 6 minutos, mexendo de vez em quando.

6. Por fim junte então a beringela e a courgette em pequenos cubos, envolva tudo , tape o tacho e deixe cozinhar por mais 8 a 10 minutos em lume médio.

7. Passado este tempo prove os legumes para ver se estão todos cozidos, rectifique os temperos se necessário . Se estiver tudo a seu gosto desligue o lume. Junte o tomate, sem sementes, picado em pequenos cubos. Pique finamente um bom molho de coentros e espalhe por cima do caril.


8. Sirva de seguida acompanhado com arroz branco cozido ou arroz basmati.

Bom apetite!





Nota:
Esta é a pasta de caril que uso:



quinta-feira, 25 de junho de 2015

Pargo mulato assado no forno à portuguesa


Hoje trago-vos um peixe no forno: Pargo mulato assado no forno à portuguesa e porquê à portuguesa, porque leva apenas cebola, tomate, azeite e salsa. Nada mais português que estes ingredientes e fica muito bom!


Receita para 2 pessoas
Grau de dificuldade - fácil
Tempo de confecção - 45

Ingredientes

  • 1 pargo mulato com cerca de 1 kg
  • 4 tomates chucha
  • 1 cebola grande
  • azeite q.b.
  • 100 ml vinho branco
  • sal q.b.
  • salsa fresca q.b.
  • 1 pitada de pimentão doce



Confecção

1. Faça uns golpes no peixe , de ambos os lados e coloque um pouco de sal na  barriga do peixe.

2. Numa travessa de forno coloque a  cebola cortada em rodelas finas e por cima coloque o peixe. Corte o tomate em quartos e disponha-os à volta do peixe. Junte então o bvinho e regue a gosto com azeite.

3. Tempere tudo com uma pitada de sal. Salpique o peixe com o pimentão doce e junte a salsa picada.

4. Leve o peixe ao forno a assar a 180º C ( pré-aquecimento 5 minutos antes e forno ventilado) durante cerca de 35 a 40 minutos ou até verificar que o peixe está assado. Enquanto o peixe assa vá regando-o com o molho que se vai formado no tabuleiro. Passado este tempo retire o peixe do forno e sirva.

Bom apetite!







quarta-feira, 24 de junho de 2015

Saúde à mesa: carne de peru


Foto retirada da internet 
A carne de Peru é frequentemente incluída em dietas de baixa gordura. Esta carne tem um teor de gordura muito baixo, com apenas 1 grama de gordura por 1 grama de carne.
Os benefícios do peru incluem redução dos níveis de colesterol e uma melhoria na resistência do sistema imunológico. É também conhecida pelo seu alto teor de proteína. 
A carne de peru também é uma boa fonte de NiacinaVitamina B6 e Selênio . Estes nutrientes ajudam na produção de energia.O  Selênio também serve como anti-oxidante e ajuda a aumentar a imunidade. 
A carne de peru também contém também PotássioFósforoZinco e Ferro. Dois outros importantes nutrientes encontrados no Peru incluem triptofano e serotonina, que ajuda no aumento da imunidade. 
Parte Nutricional do Peru:
Existem vários nutrientes no peru, portanto, consumir esta carne magra melhora a saúde de várias maneiras. Aqui estão alguns factos da parte nutricional da carne de peru.
  • Cada 100 gramas de peru contém 160 calorias. 72 dessas calorias estão contidos na gordura.
  • Uma porção de peru também contém Vitamina B6B12NiacinaRiboflavina e Ácido pantotênico.
  • Minerais, tais como FerroZincoPotássioFósforo e Selênio são também obtidos aparte desta 100g.
Ajuda no combate à depressão : : A carne de peru é rica em  5-hidroxitriptofano (5-HTP) que  é um aminoácido encontrado em pequenas quantidades em alimentos como peru e bananas, é uma forma de triptofano, aminoácido presente no leite e derivados, grão de bico e carnes em geral. 5-HTP é a molécula que o corpo utiliza para produzir serotonina, uma molécula que ajuda a elevar o humor.
 Enquanto muitos antidepressivos artificialmente tentam reorganizar a utilização da serotonina, o 5-HTP dá ao corpo mais da matéria prima de que necessita para fazer mais serotonina. 5-HTP é muito bom em atravessar a barreira hemato-encefálica, o que significa que é uma molécula que pode entrar no cérebro rapidamente para ajudar a alcançar a mudança necessária na química cerebral do bem-estar

Os Benefícios do Peru também incluem os níveis de insulina equilibrados.
Benefícios do peru na Musculação:
Muitos especialistas recomendam a carne de peru para quem faz musculação, especialmente hambúrgueres de peru. Eles são ricos em proteínas e contêm uma pequena quantidade de carboidratos e gordura. Um hambúrguer de peru tem cerca de 200-250 calorias e 30 gramas de proteína, que ajuda a construir e manter a massa muscular magra. Isso ajuda a cumprir as necessidades diárias de calorias e proteínas para os atletas ou praticantes. Devido aos nutrientes adicionais encontrados no peru, como vitaminas e minerais. 
Benefícios do peru para Diabéticos:Alguns especialistas em saúde recomendam peru para os diabéticos, pois ajuda no controle dos níveis de açúcar no sangue.
Benefícios do peru para Colesterol elevado:A quantidade de colesterol no peru depende da escuridão da carne. o Peito de peru que é carne branca contém um menor nível de colesterol, em comparação com carne escura. Portanto, é melhor evitar a carne de peru escura para o colesterol elevado. É possível reduzir os níveis de gordura através da remoção da pele a partir de carne de peru.
Benefícios do peru para a Insónia:Triptofano, que é encontrado em carne de peru, é utilizado pelo cérebro para produzir serotonina. A serotonina é um neurotransmissor que acalma o clima e leva a uma sensação de bem-estar que é benéfico para aqueles que sofrem de insónia. O selênio é outro nutriente encontrado no peru, que promove o sono e aumenta a muito a imunidade. Muitas pessoas também comem peru para a insónia, pois contém as vitaminas B3 e B6, que ajudam a controlar a doença.
Benefícios do peru na Perda de Peso:Recomenda-se frequentemente a se comer carne de peru para a perda de peso, pois é rica em proteínas. Proteína retarda a digestão, fazendo assim você se sentir saciado por muito tempo após a refeição. Isso significa que você vai ser menos propensos a comer demais durante a sua próxima refeição. Se você quiser incluir o peru na sua dieta de perda de peso, opte por carnes brancas que são baixas em calorias. O Peito de peru sem pele também é uma boa opção. 

Benefícios do peru para a visão:

- A carne de peru é uma boa fonte de zinco, um mineral que ajuda a cuidar dos seus olhos, uma vez que mantém suas funções normais. Comer carne de peru dá uma protecção dupla para os olhos, porque contém niacina, uma vitamina que protege os olhos contra as cataratas.

Fonte da informação:

Feijão verde estufado com ovos escalfados- Gourmet 4000


Esta receita foi feita num dia em que sabia que ia chegar bastante tarde a casa e queria chegar e ter o jantar pronto. Assim, inspirada na receita das ervilhas com ovos escalfados, fiz esta versão de feijão verde estufado com ovos escalfados na Gourmet 4000. Se quiser fazer na panela normal, o feijão estufa em cerca de 20 minutos após levantar fervura. Se quiser pode ainda juntar rodelas de chouriço, por exemplo.

Receita para 2 pessoas
Grau de dificuldade - fácil
Tempo de confecção - 20 m

Ingredientes

  • 500 g feijão verde *
  • 1 lata de tomate aos pedaços
  • 1 cebola média
  • 1 dente de alho
  • 1 folha de louro
  • 50 ml vinho branco
  • sal q.b.
  • 4 ovos





Confecção

1. Comece por lavar o feijão verde, Retire-lhe o fio com a ajuda dos descascador de legumes e corte-o em pedaços. Coloque o feijão na cuba da Gourmet 4000.

2. Junte então a cebola e o alho finamente picados, a lata de tomate aos pedaços, o louro, o vinho branco e tempere de sal. Junte água até cobrir uns 5 cm acima do feijão - verde. Mexa tudo.

3. Clique no botão menu, depois escolha guiso, temperatura a 100º C e por fim programe para 18 minutos. Cerca de 3 minutos antes de acabar o  tempo abra a tampa e junte os ovos um a um, partidos para uma taça, , feche a tampa e deixe os ovos escalfar.

4. Se for para programar para comer depois de escolher o menu, o tempo e a temperatura clique em RSV. Eu fiz isto às 10 h da manhã para comer às 20h, portanto deixei a máquina programada 10 horas. Como a máquina mantém a comida quente após a cozinhar quando cheguei foi só juntar o ovos, fechar a tapa novamente e deixar assim 5 minutos. os ovos escalfam só com o calor que a ma´quina mantém. Depois clique em cancelar, retire e sirva.

Bom apetite!






Nota:
* Se não quiser ter este trabalho tido de arranjar o feijão pode usar feijão congelado ou daquele já cortado que se compra embalado.


terça-feira, 23 de junho de 2015

As courgettes


Para quem não pode ter o prazer de plantar alguns dos seus legumes, hoje deixo-vos um post sobre um legume que acho muito curioso: as courgettes. A foto de cima é a folhagem, que cresce bastante e ás vezes até se vai espalhando. Este ano plantámos as courgettes em Maio. Agora em Junho já as estamos a colher. As courgettes são de fácil manutenção, não requerem muitos cuidados e dão uma boa produção.




A folhagem vai crescendo e a dada altura aparecem as primeiras flores. São umas flores amarelas, umas macho, outras fêmea. É das flores fêmea que nascem as courgettes, é fácil distingui-las pois umas nascem do cayule e as outras desenvolvem a  courgette. . As flores são muito bonitas e podem também ser consumidas, há várias receitas de flores de courgette recheadas com queijo - creme e panadas. eu já as experimentei assadas com legumes.



Das flores fêmea começam a nascer então as courgettes. Gostam de bastante água, solos bem drenados e húmidos mas não ensopados. A melhor altura para apanhar as courgettes, quando estão mais saborosas, é quando têm cerca de 15 a 20 cm. Se as courgettes estiverem a nascer muito junto à terra têm tendência a apodrecer. Pode pôr as folhas por baixo para evitar o contacto com a terra ou um pouco de um tecido como este da foto.






E agora, bom apetite! E comam courgettes que fazem bem à saúde. Fique aqui com quase 50 receitas com courgette!